quarta-feira, dezembro 06, 2006

Persona - Ingmar Bergman

14 comentários:

-pirata-vermelho- disse...

Impressionante.


(Memória curta! Já nem me lembrava ...)

lampâda mervelha disse...

E quantos não há... assim.

musalia disse...

cada vez que vejo ou revejo um filme de Bergman, saio devasta, emocionalmente. mas funciona como catarse, quase. viste Sarabande? belissimo...

um abraço.

holeart disse...

nao há um só que eu nao goste.

certamente nao devia

Mendes Ferreira disse...

subscrevo a Musália....



__________________integralmente!


bom dia.


beijo.

Isabel Magalhães disse...

longe... longe...





dos tempos de de I.B.!

(foi bom recirdar).




bjs.

Plum disse...

É fantástico!
Bom fim de semana!!!*

nnannarella disse...

__________________________

Despojamento do supérfluo.
Pintura viva. Comovente.
Bergman, poeta de poucas palavras.
E as poucas eram essenciais.
Lembro-me do diagnóstico da médica : "Tu persegues um sonho desesperado, Elizabeth, e isso é o teu tormento: tu queres ser, não parecer ser (...) E isso provoca-te o terror de seres descoberta, desmascarada, pois cada palavra é uma mentira, cada sorriso uma careta, cada gesto uma falsidade..."

al-jib disse...

dos maiores ícones do cinema

intencional_mente

revisitado



obrigada

( bom fim de semana )

Anónimo disse...

Impressionante! Há quanto tempo vi este filme... e tantos outros dele. Penso que, de alguma forma, agora se torna mais doloroso de ver. **

intruso disse...

...o tempo, a existir.

brilhante,

é bom rever...

as velas ardem ate ao fim disse...

Excelente escolha!


Bjinhos

Anónimo disse...

ainda quente o azul da substância. cinza.



luz?

a tua.



boa noite.


ysa.



B.

merdinhas disse...

Persona/ Máscara/Bergman/CINEMA.