quarta-feira, maio 09, 2007




o meu amor cabe num arco de violoncelo.


______________________________________

17 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Enternecedor.Simplesmente.

Soube me muito bem.Obrigado.

bjo da V

ostra disse...

gostava muito de ver este youtube, assim como os dos diferentes blogs que visito, mas quando clico dá: watch again e send a e-mail. sabes como posso contornar isto? caso saibas se me quiseres elucidar ficaria grata.

merdinhas disse...

olha...olha...a primeira (?) estrela de rock...

Lis disse...

Sei esta musiquinha de cor...a minha mãe ouvi-a quando eu era miúda. E o homem era lindo!
Xis

D. Maria e o Coelhinho disse...

D. Bandida,
Imagine que comprei um disco parecido para oferecer ao Coelhinho na próxima semana ! Acredite ! Depois mostro. Agora vou a correr dar um salto à TOCA do Coelhinho, Quer vir ?


D. Maria

Gi disse...

Bandida, já cá volto com mais tempo, entretanto venho aqui pedir-te para fazeres o favor de ir ao meu blog ver uma mensagem que te é dirigida. Deixo um beijo e um obrigada antecipado

Letras de Babel disse...

tástapassar, bandida!
onde é que está o violoncelo, aqui?
o elvis até se arqueava muito bem...mas não é o caso nesta canção :)

(que será sempre linda...)

_______________

beijos

alice disse...

voz imortal e verso bonito. que mais de pode desejar? beijinhos *

(agradeço a visita e comentário e realmente lamento, mas não tenho escrito nada... há fases assim...)

isabel mendes ferreira disse...

love me tender deveria ser o grande final e o primeiro sentimento a presidir às almas que neste mundo de julgam fazedoras do bem mordendo as sais do mal...


love me tender deveria ser o grande objectivo entre os arcos da vida que afinal por ser tão breve merecia fossemos mais amorosos=generosos...!

love me tender ñão é somente um desafio amoroso uma prece de carências. antes um pedido ao que de melhor possa haver entre o dito humano..(?)...

finalmente uma canção é sempre um rasgar de trevas.

__________________________

e que se ouçam os violoncelos. e nunca os tambores...
________________________

bom dia B de Bach.
:)))))))
_________________________


P.S. o meu aparelho "falante" portátil pifou. deu asas e estelou-se...:))))

_________________________

teresamaremar disse...

arco de violoncelo... tá bem :)

fez-se hora de fechar o Horas, mas estou em dois outros lugares novos, a caminharem devagarinho...

beijo de bom dia

inominável disse...

o meu amor cabe no arco do silêncio... desse silêncio de costas arqueadas...

herético disse...

e na vibração das formas... do violoncelo, claro!

isabel victor disse...

"Há plantas ideais de um cântico divino,
irmãs do oboé, gémeas do violino,
há gemidos no azul, gritos no carmesim...

A magnólia é uma harpa etérea e perfumada,
e o cacto, a larga flor, vermelha, ensanguentada,
– tem notas marciais, soa como um clarim."

CLARIDADES DO SUL


Deixo-te AQUI um

b********************

e a
poesia MUSICAL de Gomes Leal

*

bettips disse...

Perco-me das horas por tanta vaga de poesia. E love me true era um embalar, love me tender um adormecer. 'brigada! Bjinho

Ana Paula disse...

Elvis tender! Muito doce, esta recordação!
Bom fim-de-semana, Bandida! :)
Beijinhos

A. disse...

...aperto as tuas mãos.





o meu abraço, B.

Ana Rita disse...

Esta era a próxima música que iria fazer parte do meu blog! Como a ouvi agora aqui,fica para mais tarde,quando precisar dela outra vez!

Este "love me tender" é e será sempre fabuloso!!