domingo, setembro 09, 2007




Um artista não o pode ser nunca senão por verdadeira superioridade a tudo o que o rodeia. E um homem superior não só não atropela ninguém como ainda por cima tem uma generosidade própria, a qual anima tudo e todos em redor de si.


José de Almada Negreiros

___________________________

20 comentários:

M5Sol disse...

É uma grande verdade.
Só é pena que haja tão poucos Homens superiores.
Se houvesse mais teríamos um Mundo melhor.

merdinhas disse...

É a ideia que tenho dele.
Do Senhor das Alices.

isabel disse...

Tão bom conhecer pessoas que não atropelam ninguém. Por mais superiores que sejam.

Superior é a obra, também.

Beijos B. e João

Lis disse...

Bonita homenagem ao artista.

intruso disse...

grande bandida

(já escrevi e apaguei o comentário 3 vezes...)

obrigado
e um beijo,
é só o que consigo dizer/deixar...

...

Ana Paula disse...

O Almada Negreiros sabia do que falava... E que bem pensava.
Que bonita a tua homenagem ao artista! :)
Estão ambos de parabéns, tu e o João!
A minha admiração e respeito por este artista: João C. !
Beijinhos para ambos.

as velas ardem ate ao fim disse...

Linda a homenagem.

Deixo aqui uma das minhas frases preferidas do Almada(meme):
"Isto de ser moderno é como ser elegante: não é uma maneira de vestir mas sim uma maneira de ser. Ser moderno não é fazer a caligrafia moderna, é ser o legítimo descobridor da novidade."

bjinhos B

S. disse...

Bonita homenagem B.
Também gosto imenso do J., da sua obra.
Merecido!!
Bjs aos 2 grandes...

bettips disse...

O espanto.
O vermelho.
Do outro lado do espelho.
Parabéns, a ti que juntaste imagens, a ele que juntou olhares.
Obg. Bj

jorge vicente disse...

todos os homens superiores são generosos e emitem aquela luzinha tão especial

que todos nós admiramos

um beijo
jorge

Gi disse...

Fiquei perdida
Não sei do que gostei mais
se das palavras do Alamada
se do trabalho do João Concha (que já guardei e não tarda divulgo-o (o que eu gosto desta descobertas)
se do bom gosto que teve a escolher a música
se do post onde conjugaste tudo tão bem.

Beijos

D. MARIA E O COELHINHO disse...

Já uma vez tinha visto um filme que fizeste, muito giro, sobre blogs dos quais gostavas. Agora vi mais este. Que inveja por não saber fazer estas coisas.
E que inveja também por não ter visto a a exposição do João Concha.
Parabéns aos dois.


Coelhinho

Teresa Durães disse...

não sei se é superioridade ou simplesmente diferença. No modo de ver e sentir. (porque deverá ser superior? e como se mede? porque escreve bem mas mas canta mal!??)

não gosto de etiquetas e esta parece-me uma :D

boa semana

herético disse...

João Concha: um nome a fixar...

merdinhas disse...

Lembraste-te do Visconti...da morte em Veneza...do Mahler .
Antes disso do Thomas Mann...“Assim, ele via de novo o mais espantoso desembarcadouro, aquela brilhante composição de construções fantásticas que a república apresentava aos olhos admirados dos navegantes que se aproximavam, a leve magnificência do palácio e a Ponte dos Suspiros, as colunas com leões e santos nos cais, o flanco avançado da sumptuosa capela fabulosa, a vista sobre o Portal e o relógio gigantesco.”

Tudo isto é Veneza. Mas há mais. Sobretudo na fuga aos roteiros mais turisticos ( e muito embora não tenha resistido a S. Marcos...)

manhã disse...

desconfio sempre do homem superior...cada um � pro que nasce � mais a minha filosofia mas esta composi�o � sem d�vida inspiradora!

Frioleiras disse...

Quanta verdade nas palavras do Almada Negreiros e...
ele, o Intruzinho,
n�o sei porqu� (pela simplicidade, pelas Alicinhas , pela "pureza" que parece imanar dele... � uma "personagem dos blogues" que sempre me inspirou... imensa ternura ! )ainda bem que o n�o conhe�o...
porque
tenho dele uma imagem doce, suave...
branca !

art&tal disse...

agradeço a visita

em relaçao ao assunto...

pois... sei quem é. já estivemos juntos mas nao tive condiçao para muito mais.

olhe o temperamento miseravel e violento de turner... uma miseravel criatura... um genio

voce poe muito coraçao a falar do menino

tambem é bonito

bj

C.

ps: a minha sorte é outra. de mim se diz que atropelo... violento... manipulo...

art&tal disse...

agradeço a visita

em relaçao ao assunto...

pois... sei quem é. já estivemos juntos mas nao tive condiçao para muito mais.

olhe o temperamento miseravel e violento de turner... uma miseravel criatura... um genio

voce poe muito coraçao a falar do menino

tambem é bonito

bj

C.

ps: a minha sorte é outra. de mim se diz que atropelo... violento... manipulo...

Anónimo disse...

o poeta é um fingidor...
se catalogássemos artista e não artista em função desse critério... não sei o que restaria!
o sol brilha sem literatura mas a literatura não brilha sem o sol.
a pessoa é um universo de sentidos; uns bons, outros perversos - e muitas vezes a perversidade é a marca da diferença que se projecta na arte.
Eu não gosto de conhecer artistas pessoalmente! Fico SEMPRE decepcionada. Ainda não encontrei nem um nem huma cuja humanidade/generosidade/sinceridade fosse, pelo menos, equivalente à genealidade criativa
Procuro a obra e evito a pessoa!
Cáspite!