quarta-feira, janeiro 02, 2008









falando de tudo com um cigarro na mão.


















.

19 comentários:

Haddock disse...

...
e seguramente em atitude protestal contra o fundamentalismo anti-preservatival.
olhai para áfrica, que não nossa, mas deles, e dizei-nos o que andamos, nós (ainda...), a fazer!!
ó maravilha global feita de desinteresse proximal...

vamos fumar e cá dentro!!!

(excelente filme, bandida!)

Gi disse...

Conhecia o filme mas com estas dimensões ainda se torna mais impressionante.
Sobre o tabaco , nbom todos os comentários que faço ou são sarcásticos ou irónicos, vou ter que me moderar antes de escrever. (ainda por cima a deixar de fumar o que me faz deitar chispas pelos olhos com o fundamentalismo dos ex-fumadores)

Beijos

hfm disse...

Sem palavras perante a forma do teu protesto.

Anónimo disse...

muito católico, para o meu gosto, esse teu filme!!!
Só o sexo procurado voluntariamente é que transmite a sida? então e as violações? então e as transfusões feitas com sangue que não foi devidamente controlado? então e a falta de condições nos hospitais? então e o papel da igreja católica? então e a recusa à troca de seringas nas prisões? então e o travão às casa de chuto? então e o incentivo ao uso das drogas injectáveis? então e o travão à interrupção da gravidez? então então... então... então...

Bandida disse...

anónimo:

It is not a pipe. - Magritte

It is a pipe. - Yamamoto

pn disse...

what, what a pipe!


e sem fumo, como pressentir o fogo?

isabel mendes ferreira disse...

o que há de fascinante em ti é (entre outras coisas) a capacidade "de bicho intuitivo".... ou seja. a correcta leitura que de rePente fazes de uma imagem...naS TINTAS....:)


SORRIO.


com cigarro ou sem...


bjo.

obrigada.

M.M disse...

«Falar de tudo com um cigarro na mão».
Concordo. Inteiramente.
Beijos :))

Frioleiras disse...

pois é, pois é...
cheguei a fumar cerca de 3 maços/dia e sobretudo à noite...
resultado : muitas vezes a minha garganta era um constante mal estar.

A certa altura mudei de vida e aproveitei "a deixa" para , ao mesmo tempo, deixar de fumar calculando que se estivesse a sofrer não saberia por qual das situações seria... resultou.

Sinto-me feliz e contente por respirar melhor.
Acontece que trabalhei, há anos, numa multinacional e, já então, só se podia fumar na rua...

daí não me espantar tanto...

Agoro, como em tudo na vida, os extremos é que não!
Sinto-me muito bem ir a um restaurante e não ter uma vizinhaça a fumar para cima de mim mas, se o espaço for suficientemente largo já acho que é fundamentalismo!!!

O problema é que, em Portugal, as mesas dos cafés e dos restaurantes estão umas em cima das outras!!! nem há espaço para se porem casacos!!!

Há que haver equilibrio.
No equilibrio consegue-se uma certa paz, mesmo para os fumadores!

rato do campo disse...

Que filme, criaturas católicas? (Não vejo nada, mas às vezes até gosto mais assim)

rato do campo disse...

Ah, já descobri.

alice disse...

acabei de ver o primeiro filme do ano. acho que será o melhor. beijo.

obrigada.

canela disse...

Querida loba
Falamos de TUDO, com um cigarro na mão...mas na rua!
Eu sei quem devia ir para a Rua... para bem da saúde do país inteiro!
Sabes qe mais? saudades de falar de Tudo e Nada contigo...
Beijos

art&tal disse...

apenas mais uma maneira de olhar as pessoas e o mundo


(foi uma surpresa de lux)

art&tal disse...

continuo com a minha: proibiçao imediata do colesterol e da estupidez

este ultimo um verdadeiro caso de saude publica

Teresa Durães disse...

ai este também é um blog de fumadores? Óptimo que temo ser corrida definitivamente de uns quantos!
Beijos

isabel victor disse...

Olha, sem palavras ...

faço minhas as da brilhante IMF

" o que há de fascinante em ti é (entre outras coisas) a capacidade ""de bicho intuitivo""..."


( o filme Sid´arte é fabuloso )

_____________

Pois ... quanto ao cigarro, era melhor que as pessoas reconhecessem o prazer de respirar livremente, mas nós sabemos que não é assim. O que me constrange sempre é arrogância com que alguns/algumas tratam os outros. O que me constrange é a falta de consideração, por vezes, mais devstadora dosd que os malefícios do tabaco.

intruso disse...

e falando de tudo falamos do que há no silêncio, do que há no ruído

(sem cigarro na mão, que não é preciso...)
:)))


beijos

Haddock disse...

http://www.locaispermitidofumar.blogspot.com/


cumprimentos nicotinais!