domingo, fevereiro 22, 2009






























posso dizer como acontece. rodar sobre a ideia. acompanhar-lhe o passo. inverter-lhe o caminho.
nada me dá mais prazer do que inventar a pele onde o musgo é o alimento.



[posso dizer mas não digo]













15 comentários:

ângela marques disse...

"nada me dá mais prazer do que inventar a pele onde o musgo é o alimento."

ainda bem que disseste, porque assim cresce o musgo.


um beijo

O'Sanji disse...

Não dizer. Melhor sentir!
Beijo

Tchi disse...

Amanhã, quando (re)nasceres vais dizer-nos, pois vais?

Dia feliz com sorrisos de despedida por mais um ano completo, a preprarr-se para mais um a viver belissimamente, com todos os sentidos.

Abraço com sorrisos.

Vasco Matos disse...

Nao digas, não! Sente, alimenta o musgo. Beijo!

wind disse...

Nada melhor que sentir:)
Beijos

alice disse...

diz, diz, diz :) fico aqui à espera que digas! não dizes? vou fazer birra! e daqui não saio, e daqui ninguém me tira! (beijos!)

maria josé quintela disse...

mas já disseste....:)))





e muito bem!





abraço grande.

cassamia disse...

... fico sempre em agonia para sair daqui... pelo que dizes, não dizes, pelo som que ofereces, pela imagem que partilhas... uma agonia deixar este teu canto dos deuses!

pinky disse...

diz láaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Tchi disse...

«posso dizer sobre a ideia. o passo. o caminho.
a pele. o alimento.

[mas não digo]

[posso dizer]

como acontece. rodar. acompanhar-lhe. inverter-lhe. nada me dá mais prazer do que inventar. onde o musgo é.»

Frioleiras disse...

'nada me dá mais prazer do que inventar a pele onde o musgo é o alimento.'

[posso dizer e...digo!]

(creio que posso... tal como posso ouvir o Agnus Dei de Rossini ...)

Tchi disse...

Boas entradas para o dia do teu aniversário, em dia de 2.ª feira-gorda. Podes comer doces, mas cuidado.

:)

Haddock disse...

...

ui, uide!! fosse connosco e censuraríamos todas as esmolinhas com velinhas... é que lembram o n****, quadrinhola deprimente, essa e esta do c*******!!
e o que aqui é verdadeiramente importante - achamos nós... - é a ideia do alimento ou vice-versa. no fundo, tudo se resume a uma boa refeição. e temos dito!

intruso disse...

" nunca se diz realmente nada"

:)


um beijo

jorge vicente disse...

não digas :) antes sussurra :) com o verso. que não diz nada :) mas sussurra.

um beijinho
jorge