segunda-feira, setembro 25, 2006

Diálogo...


...
- Posso falar-te de lobos...
- Não te incomodes, não vale a pena...
- Não?!
- Não!
- E posso saber porquê?
- Porque eles só surgem ao pôr-do-sol...
- Mas todos os dias têm um pôr-do-sol.
- Mas eu prefiro o nascer-do-sol.
- Então falamos de quê?
- De nada.
- Pode ser de lobos?
...

13 comentários:

M5Sol disse...

Depende dos lobos de quem se fala, há aqueles que não sendo lobos lhe vestiram a pele, e com esses... muita atenção, não dependem do pôr do sol para aparecerem.

Bandida disse...

m5sol: Mas esses são os cordeiros... Ou não?!...

Mar da Lua disse...

"Mulheres que correm com lobos" foi o primeiro grito que me saltou ao peito. Este livro de Clarissa Pinkola Estés podia muito bem encerrar esta obstinação do -"Falamos de quê?" "pode ser de lobos?".
Bandida, só se for Robin Hood...prossegue, nós vamos atrás!

Bandida disse...

mar da lua: Então venham lá que o caminho é difícil...
Obrigada pela visita!

Violina disse...

Mas então não se pode falar de outra coisa?...De lobos, por exemplo... ;)

Bandida disse...

Violina: Pois então falemos... :)

Calca-mar disse...

Eu gosto de lobos. Mas ainda gosto mais de raposas. Podemos falar de raposas?

Bandida disse...

calca-mares: Falaremos do que te apetecer...Está bem assim?... :)

Castanha disse...

Falemos de lobos então... em matilha ou solitários?
Beijos

Bandida disse...

Castanha: Em matilha tem mais força!
Beijo

Helena disse...

"Pedro e o Lobo" do Stravinsky...
Gostei do diálogo...

M5Sol disse...

Chama-lhes o que quiseres, mas de cordeiros não têm nada.

Bandida disse...

Helena: Música, música, viva!

m5sol:Quem?! Os lobos?!...