sexta-feira, outubro 13, 2006

Isqueiro


Acabou-se o gás do isqueiro.
Só tenho fósforos...

31 comentários:

cusca disse...

E que temos nós a ver com isso ... não tem nada mais interessante para dizer?
Então acenda com os fósforos ou vá comprar um isqueiro.

Bandida disse...

cusca: qual dos conselhos devo seguir? O fósforo? O isqueiro? O nada? O interessante? O dizer? O mais? O não?....

vida de vidro disse...

E a chama do fósforo dura muito menos que a do isqueiro... :)**

Bandida disse...

vida de vidro: Vou passar o tempo a acender fósforos... Desperdiçar tempo...

Cá-Cá disse...

Se há coisas que me apoquentam, uma delas é a cusquice... Chiça! Irra!

Beijo Rô

Pilantra disse...

Deixa pra lá!...

Já volto!

Pilantra disse...

Então, toma lá o Yo-Yo Ma que já não foste a tempo de ouvir:

clica aqui!

É o «Mumuki», interpretado pelos seus autores: Astor Piazzolla e Yo-Yo Ma.
Abraço e bom fim de semana!

Pilantra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pilantra disse...

Fui eu que apaguei o comentário aí de cima. Com a pressa, dupliquei!
Desculpa!

Mar da Lua disse...

Bandida: Devo ter sido eu...tenho esta sina! Gamo tuo o que é isqueiro que dão sopa em cima de qualquer mesa ou de qualquer post :( Desculpa!

contra-luz disse...

Pega fogo ao circo...loll

Bandida disse...

cá-cá: Não te apoquentes! "Cada louco con su tema"... :) Beijo!

pilantra: Mas que coisa linda!!! Esta não conhecia. Obrigada pela tua gentileza!

mar da lua: Ficou mesmo sem gás... Não te culpabilizes... :))

contra-luz: Não é má ideia... :))

Diogo Ribeiro disse...

Nunca me entendi com fósforos. Quando fumava, usava sempre isqueiros. Mesmo depois que deixei de fumar, não consigo usar fósforos. É falta de jeito com a ideia perturbante de que estou a incendiar a cabeça de alguém ou alguma coisa. Quando era pequeno estava sempre à espera que gritassem, mas nada.

Abraço, bom fim de semana.

Nilson Barcelli disse...

Dás-me lume?
Dou-te beijos...

VEM SONHAR COMIGO disse...

Antigamente os fósforos eram muito utilizados, inflamando mais os corações e os jogos de sedução eram mais quentes.
...é do romantimo;)

Bj d
d

linhas tortas disse...

Boa Noite Bandida!
A partilha de coisas simples e aparentemente insignificantes é muito generosa (isto vem a proposito do 1º comentário cusca). Sabes, passo a vida a perder esqueiros e depois encontro todos de uma vez de modo que colecciono esqueiros que nunca tenho. Se não fosse isso, oferecia-te um.
Abraços

Bandida disse...

diogo ribeiro:O único motivo é não ter gás pois também eu não tenho muito jeito para fósforos. Mas, quem não tem cão...
Abraço!

Nilson barceli: Dou-te um fósforo!
Beijo.

vem sonhar comigo:Isso só depende da imaginação...

linhas tortas: Deves ter uma enorme colecção... Eu cá gasto-os até ao fim do gás, a menos que alguém faça o favor de o levar "emprestado"...
Obrigada!:)

EL HIPPIE VIEJO disse...

ENCENDEDOR , SIN DUDAS .
YO FUMO , QUE LINDO SERÍA NO HACERLO , PERO ES TAN LINDO .

BESOS Y
BUEN FIN DE SEMANA

ADAL

Bandida disse...

el hippie viejo: Encendedor? En - cende - dor...

Besos

Louco de Lisboa disse...

Gostava de poder dizer:
Acabaram-se os cigarros, só tenho isqueiro!
(Sonho)

Um post cheio de imaginação!

Kiss, até outro instante...

A. disse...

Dá-me Lume...

Bandida disse...

louco de lisboa: Só tenho fósforos...

a. : Toma...lume...

violina disse...

desde que não te queimes...
Beijinho!

Bandida disse...

violina: eu bem que tento... :)
Abraço!

merdinhas disse...

Au clair de la lune, mon ami Pierrot
Prête-moi ta plume, pour écrire un mot.
Ma chandelle est morte, je n'ai plus de feu.
Ouvre-moi ta porte, pour l'amour de Dieu.
Au clair de la lune, Pierrot répondit
Je n'ai pas de plume, je suis dans mon lit.
Va chez la voisine, je crois qu'elle y est
Car dans sa cuisine, on bat le briquet.
Au clair de la lune, l'aimable Lubin
Frappe chez la brune, elle répond soudain
« Qui frappe de la sorte ? », il dit à son tour
« Ouvrez votre porte pour le Dieu d'Amour »
Au clair de la lune, on y voit qu'un peu
On chercha la plume, on chercha du feu
En cherchant d'la sorte je n'sais c'qu'on trouva
Mais je sais qu'la porte sur eux se ferma.


Cantava isto em criança...

Bandida disse...

merdinhas: "Au clair de la lune..."

_______________

Abraço!

Mónica disse...

serve :-)

Abssinto disse...

O Grunho (e eu próprio) usamos fósforos. É mais boggartiano, tem o charme do cinema noir.

Beijo
(gostei tanto da casa da bandida)

Bandida disse...

mónica: tem dias... :)

Bandida disse...

abssinto: obrigada abssinto! A porta permanece

aberta.

beijo!
________________________

albertokorda disse...

gostei de visitar este blog, mesmo muito