terça-feira, março 27, 2007







...
....
.....


______________________________


The Host of Seraphim

Dead Can Dance
____________________________

22 comentários:

M disse...

e pur si muove!

M disse...

... mas um dia vai parar para nos obrigar a ver e a reflectir

alice disse...

este vídeo é revoltante. sabemos bem a verdade que ele encerra. o mundo cospe à nossa volta. e só a música responde. a almas bandidas. muito bom, amiga minha. volto já. beijinho.

hfm disse...

Gostei de te vir ler - tempo escasso... Um abraco

Opintas/Bernardo disse...

Olá! Dançam, pois. Boa tarde.

isabel mendes ferreira disse...

nunca seremos demais para o denúncia.



________________




B.

isabel mendes ferreira disse...

olha enganei-me....ora essa....



tu não me aborreças....

já não se pode de uma cremação....:((((

tocam-se as letras...de babel????


------------que é feito da NAN? ah vai ao jantar????


que giro....


vou-me.

isabel mendes ferreira disse...

isto tá mau. mesmo.....tudo muita mal....


aliás uma merdinha.... ora esta....


faltam letras e etc,...e já não emendo mai nada.,....

intruso disse...

o(s) mundo(s)

...

amoralva disse...

e é assim que vai o mundo, sem se fazer nada. a não ser a música. e a poesia.

um abraço
jorge vicente

(também http://amoralva.blog-city.com)

Verde disse...

Nasci do sublime amor de um Deus e o azul do arco-íris, navego em um mar de luz, transformo cor em amor, sou aquele que te dirá onde pára o eco da palavra…

Profético beijo

merdinhas disse...

Mundos vários....


and dead is always dancing. With us. (mais com uns que com outros)

Arion disse...

Dead Can Dance é, de facto, um mundo!

martim de gouveia e sousa disse...

lobo do homem o animal homem é. bjo.

Teresa Durães disse...

eis um grupo (infelizmente acabou) excelente.

Toward the within talvez o meu favorito. Ainda tenho um album só dela (uma voz extraordinaria)

vim até aqui porque achei piada a um comentário seu: "o que seria a vida sem poetas". A vida não sei. Nem falo em nome dos poetas (nem que goste do que escrevo) mas que existem momentos de angústia e por isso se escreve, existem. Esses momentos não os recomendo a ninguém.
boa noite

Letras de Babel disse...

a nan anda sempre por aqui, isabel :)

(só que, agora, assina só como letras de babel)

jantar? não sei de nada mas hei-de ver. emboara diga sempre que preciso de tempo para organizar mil coisinhas, na verdade sou uma repentista..on vera :)

Letras de Babel disse...

o vídeo dói.
a impotência dói.
até a música chora...


__________

beijos

bettips disse...

Passo numa, venho à outra. Ritual como os que se benzem ao passar na igreja. Coladas de melancolia e revolta, eu vos quero! Bjinho

Abssinto disse...

Magia, magia!

*

alice disse...

então, minha querida bandida. como está o sol no seu coração? aqui a brilhar alegremente. beijo grande *

Ana Paula disse...

Um belíssimo cantar com imagens para pensar...
Beijinho da A.P.

valter hugo mãe disse...

sou um incondicional dos dead can dance. passei tantas horas a ouvir este «the serpent's egg» que posso imaginar-me dentro dele. como se fosse meu meu meu meu. quando o vejo com outra pessoa acredito sempre que a outra pessoa pode vir a pertencer-me também. como uma amiga que se ganha pelo lado da alma. beijinho