quarta-feira, março 07, 2007





_______________________________

a forma musical do concerto - seja para piano
violino ou qualquer outro instrumento solista
que toque em conjunto com uma orquestra - vem
de uma expressão que, na sua origem etimológica,
quer dizer : combate...


_______________________
_______________________


17 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

A mim esse combate será musica.

Esta tudo bem contigo?
Espero que sim.

bjos da Vela

paulo disse...

Combate simbólico, é. Ao jeito das justas. Duelo. Discussão, muitas vezes. Dissonância. Combate, sem a espada, mas pela ideia sonora, à procura da afirmação melódica. Perante o pianissímo, o forte. Perante a harmonia, a vénia de um cantabilé. Não sabia. Mas maravilha-me. Obrigado.

alice disse...

adorei, bandida. a sensualidade a ocupar um território em imagens que as suas palavras há muito denunciavam. o texto é genial. obrigada pela reflexão. beijinhos.

isabel victor disse...

Arrepiei-me ...


Sublime
Intenso

Coisa de lobos em irrepetíveis momentos de inspiração ..


Bandida ... por esta "engenhosa" performance de imagens e palavras,

pelo arrepio que me fizeste ...

Mil

b*

Anónimo disse...

ah...................



combater é preciso!



tenho imensa pena das teclas...

desculpa-me Bandida...

mas aqueles saltos são mt mt felinos....

:))))))))))).


saio. a solo.


Y.

Anónimo disse...

Gostei das pernas ,a lingerie não é importante .Oh o combate ,é ....








...........isso.

Anónimo disse...

pois... voltei.


impressionada....
expressão metafórica para dizer: fora de combate...

sempre vi um piano ser tocado com mãos de veludo .
agora encontro Um a ser "pisado". com pés e "tudo"...e sublime? disseram...?

eu acho Nu...toque profundo?

toque andante? e depois um corpo de água? rendido?

_____________________

vou ali buscar um sax de cetim...

____________________
Mozart ainda tem um enfarte.
____________________
allegro allegro.



(imf-Piano)

Arion disse...

A moça, a atacar o piano dessa maneira, ainda rasga as meias...

Anónimo disse...

ai que saudade do tempo em que se usava as palavras para DIZER...

ASTI disse...

não entendo como vêem tanta coisa subjectiva numa foto tão óbvia...
é por isso que eu não quero gatos em casa... para que não me fujam para cima da prateleira que tenho sobre o piano, levando consigo as minhas meias ou outra peça do meu já modesto guarda-fato

ASTI disse...

ai que saudades do tempo em que os reis iam para a batalha... e na linha da frente!

herético disse...

"maldição" dos solistas: serem "hereticos" ... rss

excelente o teu poema...

isabel mendes ferreira disse...

dia da mulher....um beijo.



______________de acordeon.

isabel victor disse...

VOltei ...

Ainda HOJE, mulheres !

Aquelas mulheres de Atenas ... lembram-se ?

Agora veio-me à ideia ...
combates, homens, guerras,

MULHERS !

b************** da isabel

Lauro António disse...

Há algo na foto que me agrada. Nao sei. Serão as teclas?
Ah, as mulheres. Mas abaixo os dias das mulheres. Todos os dias são dias de mulheres... Beijos.

alice disse...

um grande beijinho, bandida. votos de bom fim de semana. gosto de si *

intruso disse...

(...)

"na garganta o nó dos que não morrem..."
dos que não.
não.


abraço forte
beijo...