domingo, junho 03, 2007






« Un compromis a toujours plus de sens pour la vie que pour la pensée, j'admets, vivant, d'avoir reculé devant l'horreur, mais ma pensée, du moins, veut aller jusqu'au bout d'un chemin où je n'eus pas la force de m'engager tout entier. Par-delà l'expérience, il est nécessaire à cette fin de s'en remettre à la fiction. »



Georges Bataille, (Histoire de l'érotisme, note.)

_________________________________________________

20 comentários:

A. disse...

[...d'eau l'érotisme de l'eau douce...un voyage au gré des flots, dans les sources du plaisir...]












...tendre, si tendre, B.

orgasmus disse...

É a primeira vez que frequento este blog, mas parece-me de excelente qualidade e muito próximo, em afinidade, do nosso cantinho. Essa senhora pendurada pelo pescoço, deve ter tido um óptimo orgasmus. Beijos da
ir_E_vir
(aparece no nosso cantinho, serás sempre Benvinda!)

Gi disse...

Bom dia Bandida. Bom Domingo.
A ficção é tão mais fácil que a realidade, descomprometida ...

Beijos

Feronica disse...

Mas se:
"l'expérience, il est nécessaire à cette fin de s'en remettre à la fiction"

e se:
...ma pensée, du moins, veut aller jusqu'au bout d'un chemin où je n'eus pas la force de m'engager tout entier.

Então:
Un compromis a toujours de sens pour la vie et pour la pensée.

O pensamento e vida não são dissociaveis. Os compromissos formais, informais ou tão sómente ideológicos chegam a balizar primenramento o pensamento e só secundáriamente a vida.

Mas isto é só mais uma opinião
Ferónica

M disse...

o fim... ou o princípio? bataille, mestre do erotismo e da morte... a morte na paisagem do quotidiano... grito ou espasmo?
beijos, B.

St. J. disse...

E postado às 3h33 da matina tem um toque mais condimentado. A hora te todos os delírios gostosos. Inspiração desta, só do Cartaxo.
Beijos
;)

Ana Paula disse...

A imobilidade... do momento final...
O erotismo da morte.
Bj

isabel victor disse...

Entranho-me

Estranho-me ...

Deixo-te um b*

(bela até à aflição ...)

Frioleiras disse...

Excelente,
Bandida...

Um post excelente !

Bjs

F.

herético disse...

uma fuga. de morte. bela...

St. J. disse...

Querida B.andida, esqueci-me de te dizer que adorei esta tua ideia. E que me parece que a primeira foto traduz o êxtase perfeito, correspondendo ao que pretendias ilustrar com o post. Só não conheço o truque da «piquena»: Como se consegue ficar assim transparente, e passar à condição de fantasminha..??

De resto, não resisto a voltar ao assunto e dizer-te que estes posts às 3h33 têm um charme incrível. Perfeito para o Bataille..

Até estou a pensar em fazer uma série de posts dentro desta linha, mas com o Miller, e exclusivamente às 4h44 e às 5h55.
Ainda adoraria fazer outro às 6h66, mas admito que seja difícil demais..

Enormes B.eijosssss

;)))

intruso disse...

le pendu...

(lembrou.me a carta...)

deliro



beijosss

triliti star disse...

mais um excepcional. parabéns!

D. Maria e o Coelhinho disse...

Cruzes canhoto.
De repente julguei ser a D. Maria.
Malgré ce qu'elle m'a fait não lhe desejo tal sorte.
Vou-me embora com o meu desgosto.
Tudo que tenha roupa e esteja pendurado me acabrunha.


Coelhinho

Arion disse...

Já o outro dizia que "não há machado que corte a raiz ao pensamento"...

hfm disse...

Tanto para dizer, ou será para ver, ou será, ainda, para ler. Talvez, melhor, conjugar todas as nossas vertentes num olhar pensado que se traduza em palavra.

Grande post!

jorge vicente disse...

bataille... benjamin péret... artaud

todos eles fazem parte do nosso caminho

um abraço
jorge

canela disse...

Com ou sem ficção...arrepiaram-me esses "cabides"!
Beijos

Zé Ninguém disse...

Preferimos Esquerdalhas ou Faschizoides ?

Bata em Mao!

http://absolutamenteninguem.blogspot.com

Letras de Babel disse...

realmente...
quando já pensávamos ter visto de tudo, eis que nos aparece alguém que teve a coragem de se suicidar vestida com o robe feito com o resto das cortinas do dossel...