quarta-feira, julho 18, 2007




absoluta a irregularidade da palavra. artérias labirínticas do segredo. a boca é o som do vento a resvalar na irregularidade do sentido. por pouco vaga. aberta em gemido de sexo. força. claro. mesmo. eterno. efémero. molhada a palavra.
húmido o trapézio das pernas. paralelos de absolutos. irregulares. as palavras.



_________________________

19 comentários:

Mar Arável disse...

ABSOLUTAS - IRREGULARES -

PORQUE TODAS AS PALAVRAS SÃO RELATIVAS

SÓ NO AMOR

A ASSIMETRIA TEM EQUILÍBRIO

teresamaremar disse...

Olá Bandida :)

bom encontrar-te de novo.
Voltei, mas devagar, mais devagar :)


Beijo grande

Frioleiras disse...

tudo
tud
o


relativo ... nada mais q isso !!!!!!!!!!

a vida, a morte ...

S. disse...

"God knows how I adore life"
(...)
"I'll be there anytime"

(gosto muito da B.G.)

Bj

A. disse...

...a qualquer hora.e
sempre, querida B.











em ti.por aqui...alguma
tristeza.eu sinto.sinto.
______________________________...






organizar. palavra certa.
regular e com sentido, �nico.
:)


beijos.mil.

Bandida disse...

Mysteries

God knows how I adore life
When the wind turns on the shores lies another day
I cannot ask for more

When the time bell blows my heart
And I have scored a better day
Well nobody made this war of mine

And the moments that I enjoy
A place of love and mystery
I'll be there anytime

Oh mysteries of love
Where war is no more
I'll be there anytime

When the time bell blows my heart
And I have scored a better day
Well nobody made this war of mine

And the moments that I enjoy
A place of love and mystery
I'll be there anytime

Mysteries of love
Where war is no more
I'll be there anytime


Beth Gibbons

as velas ardem ate ao fim disse...

A palavra...Sempre!

bjinhos da Vela

hfm disse...

sempre as palavras nos sons ou os sons das palavras.

take.it.isa disse...

efémero

não importa

és linda

by the way... disse...

...C):

Lis disse...

Sinto a mesma tristeza de que fala a Ana...


Sabes, não consegui pôr um fim...


Obrigada.

C. disse...

palavras irregulares, cantares do vento, segredos da voz, do timbre, da melodia, do meio-dia, da semente plantada em tardes de mar azul e horizontes próximos. palavras que o tempo guarda na sóbria medida de uma bela canção ou num comedimento que é, na verdade, um rugido de leão.

interessantíssimas as palavras. bela a escolha da Beth Gibbons.

boa noite B.

beijos

Arion disse...

Por estes dias te entendo lindamente. Beijo, minha querida!

take.it.isa disse...

clic

Letras de Babel disse...

irregulares e fracas, muitas vezes. as palavras-artérias.


transtorno conhecido por fragilidade coloquial...



beijos

LB

_______.

take.it.isa disse...

bate descompassadamente

com as palavras

intruso disse...

um beijo

[passo a correr, indecente...]

[nostalgia? cansaço?]



love you too

:)

M disse...

espero sinceramente que o Sri te faça bem! Tens desafio lá na sopinha (gaspacho para quem preferir).
beijo

fc disse...

sei que as palavras andam por ai para serem agarradas por quem contra eles vai na rua, gosto de as encontrar e gosto que com elas a música faça o que sempre fez: fazer sonhar as palavras.
Beijos