sábado, setembro 29, 2007









sangra na música a veia da lágrima.

doce encanto o tímpano do silêncio.

eu sei. não sei. não se. se não. sei.


allegro vivace molto cantabile.




9 comentários:

Bandida disse...

é pela música que a vida se move. no som de silêncios calculados a frio. não me movem os medos. não se matam os muros. não se reconstrói a forca. não se. se não. num talvez absolutamente estúpido de certezas que nunca existem. que não seja a forma. que não seja a hora. que não seja a nossa ignorância completa num sentido único de certezas. sabemos? sabemos! queremos? queremos! não sabemos? não sabemos! não queremos? não queremos! ou então tudo. que no alambique da vida revolve as palavras a destilarem sonhos. e os poetas não existem. só em imaginação. imaginação? imaginação!
verdade? mentira! mentira? verdade! e a confusão. a improvável minha imaginação.

______________

esta chamada marcha fúnebre deve ser uma das mais bela composições alguma vez feita.
valha-nos Chopin!
____________________________

Bandida disse...

e aí em cima faltam alguns S's...

valha-me a música!

_________________________________

Mar Arável disse...

Cantemos

no mais profundo silêncio

mas cantemos

Haddock disse...

quando me finar, e por maior que seja a excelência deste chopin, prefiro um hector zazou...

comove-me!!

(depois revelo a "marcha"... consta do meu testamento)

teresamaremar disse...

Mente serena...

Serenamente...

Serena, ... mente?

Serena Mente...
Há? ... Não há? ...
Nãoháserenamente.

Ana Paula disse...

Valha-nos a música! E valha-nos o magnífico e único Chopin! Acho que se não fosse a música...às vezes seria difícil continuar...
E valha-nos a imaginação para que a realidade de tantos dias possa ser suportável. Mas ela existe e só por isso, há que continuar. A imaginar, a lutar e a acreditar!
Beijinhos amigos, Bandida! :)

Anónimo disse...

Mesmo confusa e cheia de ss`s,
as tuas escolhas são brilhantes. Mente sana, criativa e sedenta...
Chopin lava-nos a alma,
incondicionalmente.
Mutantes,
nós também...
errantes e infinitamente belos.
Contigo o inesperado regresso,
à essência pura da ARTE!

A música,
a mulher,
o silêncio clássico.
busto, ornato...
cálices de desejo.
marcha profunda.
acto de inspiração.

Cris!

Pedro Branco disse...

Pondero um suspiro. Seeeeeeeeeeee

Beijo, B.

Frioleiras disse...

Dos românticos.... sim Chopin ( a minha Mãe tocava-o... e eu , durante mt tp não o queria...).

Adoro música antiga e "paro" no sec 19, retomando os finais do sec 20 e o 21 mas... Chopin, Mahler, Wagner, Beethoven... sp !

esta marcha vem , mt a propósito, no dia seguinte à morte de uma amiga...
a dor das perdas... sofro sp mt c perdas, cada x mais...

bjs

mts........

F.