sábado, outubro 20, 2007






sorvo-te o pulso

a pulsar na língua

na lua




13 comentários:

C. disse...

são tantas as feridas a precisar de urgente cicatrização e está tão triste a pele. cansada, mirrada, envelhecida. pele e ferida olham-se nos olhos e sabem que precisam de enterrar a mágoa profunda, a saudade intensa, matar a certeza de morte. é urgente hidratar a vida. com água de língua e lua de fundo.

Abraço B.

Anónimo disse...

Com um post destes só se brinca a fingir.
Pena que poucos vejam. A cegueira queima.

Bom dia B.



P.R.

take.it.isa disse...

urgente tratar do corpo.
da alma.
beijo B.

herético disse...

lua. crua...

Gi disse...

e tanto fica por dizer
e tanto se esquece


Um beijo

Anónimo disse...

Sinto o grito da alma...
na Lua,
à janela.
na vasta penujem,
híbrida saliva...
engolida,
dorida. Agreste.
Dor parida,
fome...
ferida vivida.
sorvo-te a dor,
deixo-te a VIDA!

Cris!

isabel victor disse...

Ecce Homo
Friedrich Nietzsche
1ª Ed 1908, póstuma

(Veio-me à memória ...)

ON this perfect day, when everything is ripening, and not only the grapes are getting brown, a ray of sunshine has fallen on my life: I looked behind me, I looked before me, and never have I seen so many good things all at once. Not in vain have I buried my four-and-fortieth year to-day; I had the - Page 7

(Appears in 25 books from 1911-2006)

_________
b*,bandida

Cândida disse...

és uma bandida muito recatada
ai essa muxica.:)

Cândida disse...

tu não és mesmo minha amiga. não percebo pk é k me odeias.

Lis disse...

Hermético mas também triste, pesado, denso.

Um beijo.

manhã disse...

crueza, rudeza,sinceridade, fica a noção de uma força presa,mais, manietada.

D. Maria e o Coelhinho disse...

NO MEIO DE TANTA TRISTEZA,
JUNTO A MINHA

E EU BEM PRECISAVA DE PARTIR, DE FUGIR...

SAUDADES DO COELHINHO

O LUTO É RECENTE E TENTO ESPANTAR A DOR CANTANDO, CANTANDO MUITO , UMAS ÁRIAS DA "OPERA PROIBIDA" (da Cecilia Bartoli).
ÁRIAS TRISTES COMO A MINHA ALMA QUE CHORA A AUSÊNCIA , O MEU ACTO DESESPERADO, O TÊ-LO MORTO,

OH INSÂNE!

OH QUEM ME DERA SER LADY MACBETH E LAVAR, LAVAR, SEMPRE AS MÃOS , SEMPRE, SEMPRE .

VIM PARA AQUI PARA VER SE APAZIGUO A MINHA ALMA ENCHARCADA.

D. MARIA

art&tal disse...

ainda há lagrima e saliva?

então...

nao se espere tanto