domingo, dezembro 09, 2007









....

can you tell me of the most beautiful sound that you ever heard?

no!

...





#
_______

23 comentários:

isabel victor disse...

matematicamente perfeito. belo. b*

intruso disse...

...can you?


...está ainda por soar, por ser mais imperfeito e forte; the most beautiful sound



Beijos ......................



p.s.
Stockhausen, percebi ontem que tinha morrido
(e tanto silêncio)

Haddock disse...

experimentalismo musical ou
vanguardismo com ausência melódica não são o nosso forte...

ficamos com a sensação de que o resultado não se basta a si; que reclama sempre qualquer coisa que dê algum sentido exterior àquela esquizofrenia de sons, ainda que matematicamente estudada.

mas, justificada homenagem póstuma, bandida...

Abssinto disse...

ahah a respots afinal dele! "I hope so":)

ja foi o Berio, ja foi o Xenakis, agora este...tá mal.

bisou

# disse...

"Neuroticamente belo"









...a genial humildade.



grande beijo

M.M disse...

Stockhausen?
Simplesmente genial e, como tal, muito à frente do seu tempo.
A sua obra, certamente, resistirá ao «Teste do Tempo».

merdinhas disse...

Espreita o blog "Do segredo das Artes". ..


(2007 tem sido uma razia.)

isabel c. disse...

fantástico o som das pás dos heli com o violino. como será a partitura?

muito como cage não é? também gostaria de ver a partitura do 4'33

beijo M.

art&tal disse...

tive a felicidade de ter nascido no seculo onde muitos dos que mais amei viveram e morreram.

tive a sorte de ter percebido a musica KS. conheço-a

uma felicidade uma felicidade
passei algumas das obras que mais gosto. nao posso perder a memoria.



meu caro addock

com a devida humildade e respeito...
na musica contemporanea tu tambem tens a tua parte
o compositor deu-te metade e tu farás o que falta
a audição é activa
no dia em que souberes usar isso
vais perceber que afinal claudio monteverdi tinha lá num cantinho qualquer coisa que te falhou da ultima vez.

alice disse...

obrigada, bandida, pela sua presença na tradução. o mais bonito som que ouvi foi os passos de alguém entrar assim na minha casa :) um grande beijinho.

Teresa Durães disse...

como sou de ciências exactas prefiro o caos na arte. tornar a música uma formula perfeita faz-me arrepios na coluna.

o melhor som ouvido é o rebentar das ondas :)

beijo

as velas ardem ate ao fim disse...

Encheste me a alma.

Bjo B

jorge vicente disse...

Stockhausen, Xenakis, Magnus Lindberg, Luigi Nono são óptimos compositores para escrever. Obrigam-nos a perseguir os sons, a escrever um texto que seja como os sons, um texto que foque o surreal, mas que ainda seja mais caótico do que isso.

Mas, apesar do chamamente da escrita, ainda prefiro o meu Bach

beijo
jorge

St. J. disse...

...and sometimes later. I write on the table...

it is an experience of the dream.

Com toda a humildade desejável nestas coisas, faço votos que o sonho suba ao sonho e ganhe eco eterno...


Minha Querida, nem todos conseguem fazer na vida qualquer coisa nova -- ainda que herdada ou estudada aturadamente sobre séculos de criação. Tantos de nós, frustrados, gostariamos (e falo por mim) de gritar mas talvez nunca o façamos porque nos falta garganta. Uma questão de cordas vocais - elemento não muito distante dos neurónios ou outras coisas 'hipopotâmicas' em dimensão e capacidade de mergulho no mar da criação, água-mater das ideias, origem da vontade - de utilização tão natural como o acto de respirar.
E quem recorda o ar mais bem respirado? Ou a cor mais fascinantemente imaginada, entre milhões de geniais tonalidades? Ou, neste caso, o som mais brilhantemente produzido?

Fico babado com os tipos que se sentam, escrevem fórmulas como quem bebe um copo de água, reduzindo tudo a química, física ou mecânica, e assim criam sons. Divina inteligência. Supremo acto de criação.

Beijo com B Grande



Post-postscriptum: é curioso notar a tal coisa que os marcou, lá para cima do Reno, e que não lhes passa [we still have a situation after the war...]

hfm disse...

Acabada de regressar à blogolândia só para enviar um beijo.

blue disse...

no, indeed.

isabel victor disse...

Sempre atenta ...

( percebi agora que esta estrela brilha agora mais alto *)


b*

Ana Paula disse...

Stockhausen: um marco na história da música, goste-se ou não. Seres assim desbravam os caminhos que o futuro percorre... São aqueles cujas vidas se dedicam à realização de uma ideia, por vezes, pouco partilhada, mas tão forte que fica para a posteridade.
Não me delicio a ouvi-lo mas reconheço-lhe o valor.
Muito bonita e justa, a tua homenagem!
Bjs amigos :):)

MEColares disse...

um beijo

merdinhas disse...

"Nothing in my music should ever sound like any other thing," S.

isabel victor disse...

Pois ...
aqui está um epitáfio virtual:


"El músico alemán Karlheinz Stockhausen falleció el pasado miércoles a los 79 años en la localidad de Kürten-Kettenberg, cerca de Colonia (oeste de Alemania), ha informado la Fundación Stockhausen para la música.

Stockhausen cultivó ante todo la música de vanguardia y está considerado como uno de los compositores más importantes de la segunda mitad del siglo XX."

__________________
Entretanto ... veio-me à memória :

Jorge Peixinho >>
Compositor, pianista, crítico, maestro, professor, conferencista, membro da direcção de várias organizações, organizador de concertos e maestro. Individualidade importante na divulgação da música contemporânea.

http://www.geocities.com/jorgepeixinho

(natural do Montijo - arquivo/acervo na posse da Câmara -não tratado ! Etc etc etc ...)

______ um desabafo ...__________


b* bandida . musical

Haddock disse...

...

caríssimo arte&tal,

compreendo perfeitamente o que dizes. dou-te, aliás, completa razão e sem o mínimo de ironia. soubesse eu ouvir activamente e decobriria coisas fantásticas que agora me soam penosamente neuróticas e/ou inconsequentes.
o meu comentário, como sei que percebeste, nada tem de depreciativo; quando muito de confessional.
e, embora sem saberes, acertaste numa característica minha: sofro de alguma impaciência auditiva...


abraço!

canela disse...

o mais belo som...assim repentinamente...o da tua gargalhada!
:)
Beijo