quinta-feira, fevereiro 14, 2008





aos amores.








-

17 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

magistral interpretação...

de todas as damas...

cantabile.

cantante. dançante.

amores operáticos para dia 14?

.

bom de ver.
.
re.ver.
boa noite.

_________________.

isabel mendes ferreira disse...

e abençoado o vinho de verdi...:) como se fora

uma montagem à Botero..


:)...em banda desenhada. robusta.

________________.

bons festejos então.

herético disse...

pobre D. Juan! um aprendiz... de sedutor!...

belo.

Anónimo disse...

mulher a mulher a procuramos em todas
dentada a dentada acabamos com a maçã
o único pecado que existe é o vinho martelado

Mar Arável disse...

AMOR

CLARO

AMOR EM CLARO

Frioleiras disse...

de que valia viver
sem ele...
sem
o Amor???

M.Mec disse...

bom dia deles (dos amores, claro)

alice disse...

a celebração de todos os amores na ópera :) adorei, bandida. um beijo.

Teresa Durães disse...

não gosto de importações de dias :) que o amor seja concebido mas todos os dias

M5Sol disse...

O Amor comanda a vida, já alguém dizia, e cada vez tem mais razão, uma vida sem amor, não é vida.

Anónimo disse...

Interessante.

e-ko disse...

pois, só que o que ali se vê não é amor... desejo, só desejo. e para D.Juan só o desejo conta e passa de uma dona para outra dona, no fundo esperando que nunhuma ceda "à ses avances" para manter acesa a chama do desejo...

a palavra amor é o lugar de muitos e milenares mal entendidos...

e a vida pode ser apaixonante sem amor, pelo menos esse amor de S. Valentim e de pacotilha!

as mulheres são sempre vistas pelos homens, como bonecas manobráveis mas incompreensíveis ou como megeras pouco frequentáveis. gostava de ver vídeos com a visão que as mulheres têm dos homens que não seja a de príncepes encantados... já dei!

obrigada, Bandida, pelas tuas palavras

Haddock disse...

in vino veritas??
aquela maçã (ou seria tomate?? ou diospiro??) em pleno frontispício deve ter sido o pior dos acordares daquele delirium tremens do medievo cavalheiro!!


invisível, esta interpretação verdiriana...

intruso disse...

ahahahah
in vino veritas! é mesmo capitão...

:)

bjs
bons diaaas..................

*

Anónimo disse...

Clarice Lispector disse »acho que sábado é a rosa da semana»
Como assim...)?
O poema é seu.
cordialmente
jmred

A. disse...

...

http://a-skim.blogspot.com/2008/02/photobucket.html





...aos que permanecem...

e a Ti também, minha B.


beijos.meus.
*

Profanus disse...

15 de fevereiro de 208
tudo ao quilo na balança, o fruto , a estátua , os olhos cegos , o equíbrio dos pesos ...
eo papel de almaço!
Cruz!
in veritas !!! PDR