terça-feira, julho 22, 2008



























não acabar nunca enquanto dura o tabaco.










21 comentários:

isabel victor disse...

E quando (só) o tabaco sobrevive ?



:))

melancolicamente (só) ...




iv*

jorge vicente disse...

nunca acabar enquanto dura o

verso

um beijinho
jorge

intruso disse...

e fico a ouvir,,,,,

enquanto as páginas e o fumo não acabam...



bj

manhã disse...

há coisas que duram pouco tempo e outras tempo demais.bjo

llima disse...

antes do fim, a duração
durar até ao fim, loba
quanto dura uma vida?
como dura, e quão dura?
quanto mais durar...
quem dera que dure mais e mais

merdinhas disse...

blublu entre fumo imagens e sons.

Haddock disse...

uma equívoca abóbora, combinada com a indiferente meiguice de loucos e, como síntese, um sorriso arrancado da miserável tristeza. e ainda dizem que fumar mata...

Haddock disse...

ahh, bandida,

tira a vírgula a seguir à abóbora... ela já tem uma anatómica!
e a música é profundamente benigna...
não é crítica, mas consolo nosso (dos fregueses mais sensíveis a imagens violentas).

heretico disse...

enquanto dura o tabaco.
e o fogo...que incendeia!

encena_dor disse...

Não quer conhecer o meu blog?
Nele se fala de coisa menos sérias...

alice disse...

vim fumar um cigarro consigo :) um beijinho, bandida.

as velas ardem ate ao fim disse...

as rugas podem ser tao bonitas.

um bjo

casa de passe disse...

assustador

premonitório?

a música acalma-me um pouco, mas não o suficiente. a angústia continua.


joão

Ana Paula disse...

As imagens são magníficas! Quando a alegria domina apesar de tudo... apesar do trabalho duro, dos fardos às costas, da persistente recusa em desistir que faz avançar sempre...

Tudo converge para nos arrancar do imobilismo!

Um beijinho com saudades. Até 30... assim o espero! :)

P.S. - Ficava feliz caso pudesses colaborar no Elevador. Que tal um daqueles teus poemas tão originais? :)
Se o tempo o permitir... conto contigo por lá!

M5Sol disse...

A fumar um cigarro já não te faço companhia.

Mas quiçá noutro evento mais saudável ...

Júlia Coutinho disse...

Olá Bandida,
Gostei muito do teu blog, uma excelente simbiosa entre a palavra e a imagem.

intruso disse...

[e posts?
estamos de férias?]


posts precisam-se, quanto mais não seja para um minuto de pausa do trabalhooo

:S
glup


beijo

D. Maria e o Coelhinho disse...

imagens muito fortes.

para mim tabaco não. estarei já morto?


coelhinho

PiresF disse...

..será que não nos quer dizer, que não devemos sempre esperar compreender aquilo que sentimos?...e que o belo, mesmo que inexplicado, não deixa por isso de o ser?...

Abraço.

Mar Arável disse...

respeitemos os que preferem morrer

saudáveis

uma pena para os postos de trabalho

como se fosse possível viver

feliz sem liberdade

Teresa Durães disse...

impessionante o que o tabaco nos faz