segunda-feira, dezembro 01, 2008





isto é uma coisa tão séria, o que é que eu vou escrever? escreve isso! boa! não, não, escreve outra coisa. não, tem que ser isto. faz-me um favor: não me reproduzas.
'tá bem.





12 comentários:

hora tardia disse...

como?


não percebi....mas tb ando tão sem perceber de coisa nenhuma....

deve ser do ar gélido que nos visitou...

mas mesmo não percebendo gosto. do desafio às hostes. da irreverência. da "seriedade" despida e vestida de non sense....não é a própria vida uma escultura de não sensos?

tá bem. Bom dia minha Pin.

a sério.:)

beijo-te!

asvelasardemateaofim disse...

Com um nó na garganta...

http://www.youtube.com/watch?v=F8LFnyClaGQ

Chamem me tola ma sfico sempre a chorar.

um bjo

Anónimo disse...

afinal, parece que não é assim tão eficaz... que pena que ainda haja quem não compreenda... e são esses que caem que nem tordos....
Se é triste morrer de amor, mais triste ainda é morrer de sexo...
of

Haddock disse...

este é um comentário com preservativo, em estilo emprestadamente non sense, já que
não conseguimos desenhar o laço solidário.

O Intelectual Distraído disse...

Pois é, uma óptima campanha.
Use sempre preservativo.
um abraço solidário pela ideia.

[A] disse...

;)beijo

(um dia destes o André quis saber de ti)

Paulo T Pires disse...

Desconcertante...
Embora saiba que não precisas, quando, depois de me nomearem para um prémio da blogosfera me encarregaram de nomear outros, este rapidamente me veio à memória. Assim, nomeio-te para o Prêmio Dardos onde se reconhecem os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, que de alguma forma demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.
Espero que não me leves a mal, e és livre de declinar. Mais detalhes no meu blog.
Beijos
ptp

Graça Pires disse...

Morre-se de sexo, sim, se não se tiver cuidado. A mensagem é boa.
Um beijo.

pinky disse...

ui ui assustador mesmo! era bom que toda a gente visse isto! beijos sua bandida ;)

merdinhas disse...

- Não me reproduzas. - diz o vírus.
(crónica do fim do HIV,"Histórias Intra Venenosas", Ruão Azevedo )

Mar Arável disse...

E tanto se perde

caiem no chão

injustamente

intruso disse...

muito séria, muito grave...



beijo!