segunda-feira, fevereiro 09, 2009







desenhei uma cicatriz no rosto.
um parapeito a chegar ao impossível.

concentrei-me tanto que a notícia chegou depressa ao umbral da porta. a banheira estava cheia e a margem tinha musgo enrolado em tapetes de pedra. foi por aí que os sábios se embrulharam em planos tridimensionais. eu não sabia nada. a minha técnica de desaparecimento era conhecida só pelos sábios do ponto-cruz. o coração apertava e o sangue saltava no excesso da boca. juro que era capaz de fazer um cubo sem levantar o lápis embora a vibração da terra me fizesse cócegas no cotovelo. e enquanto desenhavas o passo eu apertava-te a mão e inventava a teoria do lápis no tornozelo. como se fosse o cotovelo. novelo do meu amor.







/div>

43 comentários:

ângela marques disse...

que prazer, Bandida!...

quis dizer já de seguida, mas quero reler esta prosa "livre", tãoexplosiva e contida, ao mesmo tempo.


beijo

O'Sanji disse...

de abraços e mãos se faz uma teia.
de palavras assim se faz um poema.

Beijo

rosa disse...

eu gosto de dizer:

meu amor.

Frioleiras disse...

és bem tu... e gostei
imenso..........
deste poema que me soube
a um cubo transparente, fechado e cheio de letras de massa.

E que, de repente, eu sacudi e as letras formaram a harmonia espontânea e inteligente da tua prosa-poesia...

Frioleiras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tchi disse...

um parapeito

uma ombreira

uma tina


planos tridimensionais


e um lápis prosélito dos traços de amor

heretico disse...

enovelo-me. elevo-me. do tornozelo. ao cotovelo...

em turbilhão de letras. deslumbrantes.

beijos

Paulo T Pires disse...

desconstrução... é o que lhe chamo...
beijo

casa de passe disse...

SOS:

precisamos IMENSO

deum substituo para o João.

Loulou + Nini

Vasco Matos disse...

"a minha técnica de desaparecimento era conhecida só pelos sábios do ponto-cruz"

Gostei de tudo, mas esta frase ficou-me suspensa. E já chegou, aquilo. E obrigado pelas palavras que me devotas. Um grande beijo! Teu, Vasco

intruso disse...

[cada vez mais fulgurante.......

prosa livre e explosiva; como alguém disse]


;)



beijooooo de amizade e admiração*

alice disse...

um poema que faz cócegas ao ler :) fabuloso, bandida! "a chegar ao impossível" de tão bom! beijos.

isabel mendes ferreira disse...

absolutamente TOCANTE!







da teoria do saber ser-se livre.


beijo PIN.

ana salomé disse...

cat power e um poema assim... it's like horses running free*

observatory disse...

pousar a palma da mao no fofo musgo

sorrir para os que espreitam :)

bjº

Artur Gonçalves Dias disse...

Passei por aqui e gostei do que vi

Belo blog

Saudações

ângela marques disse...

vou coleccionar os teus desenhos e as tuas teorias. definitivamente.
depois, ponho a toalha bordada a ponto-cruz em cima da mesa e almoço em paz.

beijo

maria josé quintela disse...

decididamente não estou à altura de te comentar. fiquei enovelada.



(podes levar a corda. a árvore agradece)



abraço grande.

isabel victor disse...

Água.ardente







beijo de todas as cores

iv

isabel victor disse...

flamejante. barroco


(cont) ...




:))



iv*

as velas ardem ate ao fim disse...

desenhei uma cicatriz no rosto.

se o fizer é porque estou viva..
um bjo

hfm disse...

das múltiplas invenções que as tuas palavras percorrem.

estou de partida para mais uma sazonal viagem, fica um abraço.

Tchi disse...

E o Pérolas voltou à Terra do Longe.

Abraço de ouro.

A. disse...

Si violent
Si fragile
Si tendre
Si désespéré











Cet amour______________________...


*

bonecadetrapos disse...

escelente, Bandida. Sempre um prazer passar aqui. vou reler. e ler de novo.


livre_____mente!

Beijo
*__bonecadetraspos__*

Haddock disse...

...

eis o mistério da fé!!
um x-acto que reverencia a jugular e poupa o pulso...
e eu quero-me vivo enquanto morro!!
ahh, poesia... socorro!!!

hn no índico disse...

assim vais longe, muito longe... e eu quero estar aqui para ver!

Bandida disse...

hn no índico :

um grande abraço e obrigada!

Mar Arável disse...

Ai de nós se os novelos não existissem

que faríamos das palavras
para os decifrar

um cubo sem levantar o lápis

um desafio ao amor

Bjs amigos

alice disse...

gostei tanto que agora venho ler todos os dias. a ver se me nasce um bocadinho de génio assim :) beijinhos, bandida. estou cheia de saudades suas!

wind disse...

Belíssimo!
Bjs

cassamia disse...

amo-te! porque amo a beleza e amo o verbo e tu és as duas coisas.
nao deixes nunca que nenhuma delas te abandone.também amo assim o mar e os malmequeres.

Graça Pires disse...

Desenhar uma cicatriz no rosto para ficar irreconhecível...
Um beijo.

A. disse...

...e o que tens tu.minha querida Maria.o que tens?

ana salomé disse...

apeteceu-me ficar aqui, sentada, a ouvir a chan, reler estes novelos belíssimos, lembrar-me da tua luminosidade, deixar um beijinho*


saudades, saudades, maria*

AugustoMaio disse...

Um parapeito maravilhoso. Chega lá.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que a teoria do lápisno tornozelo confirme o novelo do teu amor.
Bj

O Puma disse...

5 feira lá estarei

bjs

Maria Eduarda Colares disse...

é por isso que nunca deixo um comentário. "eles" dizem tudo, são tão elaborados e subtis que só fica espaço para um singelo beijo

paopbocca disse...

fogo!
bandidagem, cat power e where is my love, é dose.

quase me dava uma apoplexia

juntando as palavras, só pode ser PARFAIT.

António

A Rapariga disse...

Tudo perfeito, Bandida.´
Gosto
Muito
Boa Tarde

Anónimo disse...

querida minha muito querida Pin hoje vim só houvir.beber a música....emcher.me de beleza melancólica. obrigada. tanto e muito. sempre.




imf.

coco disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色