domingo, abril 05, 2009






tenho um código para abrir as malas. um código genético que se ampara na ilustração do momento em que, por acaso, as malas são levadas como se fossem espaços ambulatórios das crias.
as do exterior morrem se não as arejar.
assim, abro as janelas e fico a admirar as leis da física.

não há nada melhor do que um estímulo visual.





/div>

36 comentários:

Frioleiras disse...

o teu cansaço..................

supera-te!!!!!!!!!


(vero. lindo e pesado. mas vero)

casa de passe disse...

exstímulos visuais e outros que tais.


Ernesto, o avô, sem saber que dizer na sua imensa in.cultura.

Paula Raposo disse...

Sem dúvida!! Beijos.

pn disse...

Claro!
Mala tipo bolsa marsupial.
O arejamento saltitante é profícuo pois agita o cotão.
Quanto ao estímulo visual, vou ter que pensar.
Receio muito o estrabismo.
Mais ainda que uma mala vuitton em pele de croco.

(Andas boa?)

Graça Pires disse...

Ter um código para abrir a vida...
Um grande beijo.

ângela marques disse...

também gosto dos olfactivos:)...


um beijo

alice disse...

não há nada melhor do que os códigos indecifráveis da poesia, querida maria. um grande beijinho.

Tchi disse...

...e a felicidade a "pular" dentro.

Tu és uma surpresa.

Bei.j.inhos

Frioleiras disse...

lindíssima, lindíssima esta canção ..........demasiado..

apetece dançá-la e verter lágrimas
e , esta noite é uma noite especial para mim.........

Beijo-te Bandida,
hoje agradeço-te a música que a poesia,
essa,
já ta tinha sorvido........

Haddock disse...

celebras o herege, bandida??
e em plena quadra do círculo catequizado??

não evoluímos, ponto

somos fruto de um espirro divino, ponto

para embolia da ideia, ponto




[mas a sugestão (adêénizada) de uma mala feita da nossa pele é melhor do que qualquer (antiga) prada!! ai de quem a abra!!

(louise brooks)]

tolilo disse...

Tia Bandida,

um Chuackzinho para ti !

observatory disse...

é...


estimulos visuais que nos atiram


pro buraco :)


bjº

intruso disse...

estímulos visuais a amparar o instinto

e a ilustração impossível de um momento de malas que não se abrem (nem fecham)


[fico-me pela janela...]



beijo

o caspa disse...

contesta-mé

as velas ardem ate ao fim disse...

Sempre que oiço esta musica danço, mesmoq ue maior parte das vezes sozinha no soalho de madeira de minha casa...mas sinto em feliz..´.

um bjo B

merdinhas disse...

e um estímulo auditivo, acrescento a medo...

audrey disse...

Apetecia ouvir a música até ao infinito até .... não suportar mais................

Às vezes acontece-me....
lembro-me de Piazolla e da paixão louca que tive pela música dele...........
ouvi-a.......... ouvi-a dia após dia até não a ter suportado mais.

Tal como as paixões........ quanto mais nos avassalam mais se esgotam.

Quando esgotadas, um azedo, um desconforto enorme físico um asco, direi mesmo, e até as recordações são banidas.

É assim a paixão. intensa mas finita, muito finita (quanto mais intensa mais finita...pelo menos para mim........)


e esta canção bem pode criar uma habituaçãozita...........

beijos, agora é que me despeço até depois da Páscoa. Hoje vou levantar-me às 4 e... ainda ando por aqui, na net.............
adios bandida !

A. disse...

...



«insónia»

...sem abraços
esta noite






(será sempre uma hipótese)

são beijos
*

maria josé quintela disse...

"não há nada melhor do que um estímulo visual."


não só mas também...


adoro esta música. ainda mais se for interpretada pela voz sensual do rui reininho...:)))


mas abraço-te sim.

Marta disse...

o estímulo são as tuas palavras!

bjo

Delfim Peixoto disse...

Concordo no todo. Um belo conjunto.
Feliz Páscoa

intruso disse...

não há nada melhor do que um estímulo. (ponto)


[admiráveis as leis que vamos descobrindo e observando das janelas,
de outras/novas janelas]


...a continuação de um bom feriado (pascal)
;)


besos

pinky disse...

yessssssssssssssss! she came back in full power! fantasticccccccccccc!
p.s. reserva na tua agenda dia 30! no excuses! ;)

Anónimo disse...

eu cá gosto de observar os efeitos da lei da gravidade - e não só no outono ;-)

Ana Paula disse...

Boa Páscoa e um abraço cheio de músicas (belas como as que sempre escolhes...!)

Anónimo disse...

há códigos que nao abrem as nossas malas.
mesmo quando abertas, nao nos oferecem a vida.
à janela, debruçada sobre a cria, mordo a física.
ela nao me quebra. alimenta-me.
tal como me alimenta essa música desde que a descobri.
o meu velho baú, está cheio de ti.
deitei o código fora.

eu, sempre (de novo).

isabel victor disse...

eu prefiro as leis da química


:))



b* iv

(estás aí ?)

heretico disse...

as leis da física? uhummmm

esperava as "leis da natureza". confesso...

beijo

MRF disse...

devolvo o beijo, que emalo. abre a mala, sim?

AnaMar (pseudónimo) disse...

Páscoa Feliz.
Saudade destas leituras...

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Amá-la!

Carlos from México disse...

Hola, cómo se llama la canción.

Hi, what is the name of this song?, i like your blog.

paulotpires disse...

todos os estímulos sensoriais...
beijinho

Dionisios disse...

agradeço pela sua escrita.

Frioleiras disse...

beijo-TE....
quase no meu
regresso.........

ä Pätria...

Menina_marota disse...

O código queria eu... desta música!

Os meus dedos bailam ao som... de códigos que abrem especialmente a alma...

Beijo.

O.