segunda-feira, dezembro 04, 2006

A Paixão




julgo que sim. são crias os poemas.
destinos debruçados em arcos violínicos.


julgo que sim. são amarelos os vícios.
satisfações encantadas na palidez do suicidio.

julgo que sim. são gavetas. existências no absurdo
de existir.

julgo que sim. são poetas. as paixões.

vou julgar que sim. a paixão.

acendo a cigarrilha e inalo-te.









26 comentários:

Frioleiras disse...

Lindo !
E a fotografisa do violoncelo? violino? viola da Gamba? torcida , barrocamente torcida, a cor maravilhosa, a cor de violino/violoncelo/viola d'amore/viola de gamba ......

Frioleiras disse...

Lindo !
E a fotografisa do violoncelo? violino? viola da Gamba? torcida , barrocamente torcida, a cor maravilhosa, a cor de violino/violoncelo/viola d'amore/viola de gamba ......

Anónimo disse...

Julgo que não


definitivamente não


nós nas cordas


não

Boa noite!

LA disse...

Bandida, sim, com paixão, com café, com cigarrilha, com amor. Com bruma. Com odor, com pele. Com poesia. Agreste, dura, terna.
Bandida, quem és tu?

LA disse...

Bandida, sim, com paixão, com café, com cigarrilha, com amor. Com bruma. Com odor, com pele. Com poesia. Agreste, dura, terna.
Bandida, quem és tu?

LA disse...

Bandida: Sim, são as paixões, com café, cigarrilhas e poemas. com brumas. e odores. e pele. e sabor a coisas boas. Bandida, quem és tu?

-pirata-vermelho- disse...

"arcos violínicos"...



(q'grande arquejo, bandida!)

Anónimo disse...

Tu sabes...

*

Mendes Ferreira disse...

" o mundo em gavetas"....


:))))


bom dia.

B B B B B ____________!

Josefa Pacheca Pereira disse...

Para mim, blogue e bloguer do ano é:

Bom dia.

Pedro Branco disse...

E se deixarmos de julgar e passarmos a ter a certeza?

Beijo

Licínia Quitério disse...

julgo que são dúvidas. procura dos acordes. paixões e vícios também.

um encanto de foto-texto.

beijos.

Teresa Durães disse...

"satisfações encantadas na palidez do suicidio"

o alçapão sempre era falso

boa tarde

Plum disse...

Também julgo que sim!!!*

Lis disse...

Fumar mata mas não a poesia.

Anónimo disse...

deixo um abraço. gostei muito do poema. as paixões são para inalar, concordo.

nnannarella disse...

__________________

... andam à procura de bandidas
para andar no carrossel...

nnannarella disse...

________________

estou a ver... estou a ver ...

a paixão é uma coisa misteriosa. faz ter medo de andar de carrossel... :)

Willians disse...

vício nosso esse de cada dia... enfim tao pouco me posso conceber longe das letras e doutras tantas cousas as quais todos os tolos de seriedade não engajam devido valor.

Anónimo disse...

Oh felpudazinha...?

merdinhas disse...

julgas que sim?

"Então...despe o momento e sopra para longe
a dúvida.

sempre. sempre. sempre"

merdinhas disse...

mais uma cria tua.

nuno portmore disse...

Como não compreender a fome de fumo? Todas aquelas particulas que se dispersam aos lábios são trovas de poetas.

Gosto sempre muito de te visitar. De passagem, não costumo comentar, esta coisa de deixar palavras ao lado de outras palavras custa um pouco. Devemos mais às palavras do que aquilo que lhes dedicamos... não consigo deixar de sentir isso.

Bjos

Anónimo disse...

Simpatia com simpatia se paga e, como tal, uma visita sucede a outra.
Parabéns sinceros, porque de palavras gastas tamos todos fartos, pelo blog que está com uma estática fantástica e um conteúdo invulgar...
espero que nos vejamos mais vezes na blogosfera.

nnannarella disse...

___________

Ai Bandida, isto de que o teu blog está com uma "estática fantástica"... ih ih!

Eu sempre disse que há gralhas que dão grandes versos e grandes erros. As paixões são umas grandes gralhas também.


beijo, de cavalinho, cabeça no ar ... :) bom dia

mnemosyne disse...

Não basta haver empenho, há que haver engenho também...soberba esta bordadura caligráfica.
Um beijo