terça-feira, abril 17, 2007




silêncios são sons em desassossego.

azuis escuros.


_____________________________________________

Arthur Rubinstein, Nocturno, Chopin

11 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

azuis escuros???????????


ora essa...

pensava que eram azuis azuis azuis transparentes.


__________________


bom dia. sossego.

alice disse...

que delícia, bandida. volto antes de ir dormir. para ir embalada. e chopin nas grutas de maiorca? há um anfiteatro natural a n metros de profundidade. apaga-se a luz e os barcos abrem olago subterrâneo e só se vêem braços a bater asas sobre violinos. é lindo lindo (*)

hfm disse...

Que bom se tivesse hoje tempo para ficar aqui a ouvir, a ouvir, a ouvir, até ficar exausta!

Frioleiras disse...

silêncios são
Paz incolor, etérea ,
para mim ...

Gi disse...

Sabendo que um dos meus livros de eleição é Memórias de Adriano, da Margerite Yourcenar, o meu genro, presenteou-me há uns anos com outro livro dela - Conto Azul - que já tive oportunidade de deixar alguns excertos (faz-me confusão dizer extractos que me lembra sempre o banco) . Na dedicatória consta a frase "Está tudo azul!" um cógigo que temos para dizer que está tudo bem. Isto só para te dizer que os azuis assumem diversas tonalidades, os meus silêncios também são desse azul... PROFUNDO :) entendo essa cromática. os meus dias também costumam ter cores . Um beijo
(alonguei-me não foi? )

Opintas/Bernardo disse...

Boa noite e um abraço. Olhe não comento nada. Estou cansado hoje.

isabel mendes ferreira disse...

olha eu tb. de repente fiquei como o opintas/bernardo.


cansada.
muito cansada.



boa noite Bandida Azul...
um beijo.

__________________
sossegado.

Clara Hall disse...

Costumo tentar dar mais atenção ao que não é dito, porque é no silêncio das coisas que se passeiam os desassossegos maiores. Claro, às vezes é um morse difícil de decifrar, mas nem sempre. também pode ser um exercício mental saudável.

o Chopin é dos que gosto mais, por isso foi bom vir saber das tuas escolhas.

Uma boa noite para ti B.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei para ver as novidades...
Desculpa-me o facto de não te comentar como devia. Abate-se sobre o corpo e a alma o cansaço esta semana .A falta de tempo também nao ajuda, no entanto tento sempre visitar os amigos da blogosfera que me acarinham e visitam.
Beijinhos

Efemerum disse...

e termino a noite aqui...

deitada ao luar neste teu recanto.

abraço terno e o desejo de uma noite bonita.

Letras de Babel disse...

não para falar de silêncios e sons e azuis.
que não me pedem definições agora.



mas desassossego..

a grafia de desassossego desafia-me: é uma serpente sibilina a enroscar-se na nossa cabeça, ou o que ficou por saber da criança que fomos às voltas num carossel?

ou

a cabeça e a criança a salvo dessa grafia?