sábado, agosto 25, 2007



"aqui fica um mini video (feito com muito poucos recursos, como aliás é visível) criado para a homenagem feita ao Eduardo em Março deste ano no Famafest - Festival Internacional de Cinema de Famalicão - Cinema e Literatura. "

FC

_____________



"Conhecer é descobrir o saber mas não é encontrar o sentido para este saber."


______________________


"Não faz sentido dizer que se perdoa o que é perdoável. Aqui o perdão vem na sequência de uma possibilidade que autoriza tudo. Só há perdão, quando se perdoa o que é impossível de perdoar."




Eduardo Prado Coelho

_____________________________________






12 comentários:

Frioleiras disse...

Muitom bom !

Como sp...

teresamaremar disse...

"Só há perdão, quando se perdoa o que é impossível de perdoar"


sem ousar comentar

deixo um beijo

blue disse...

uma selecção de palavras forte para uma ausência irresolúvel.

inominável disse...

olá!

só agora vi que tinhas deixado um comment acerca do meu adultério... claro que podes re-adulterar :)

Arion disse...

Boa homenagem, amiga! beijo!

hfm disse...

Bela homenagem.

as velas ardem ate ao fim disse...

A mim aptece me citar Bernardo Soares:

«Somos todos mortais, com uma duração justa. Nunca maior ou menor. Alguns morrem logo que morrem, outros vivem um pouco na memória dos que o viram e amaram; outros, ficam na memória da nação que os teve».

Bjinhos B

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito original, parabéns 2x!
rsrs...
Boa semana
Lembrando que o último dia para me enviar
seus votos é amanhã dia 27/08 e no próx dia 31/08
conheceremos o blog 5 estrelas escolhido pela maioria!
=]

Lis disse...

Não o conheci, nunca me cruzei com ele, só o li.Fará falta ao mundo da literatura e certamente a todos de que foi amigo, parente, professor...Porque todos fazemos falta a alguém.

Luís Galego disse...

uma selecção tocante, como tocante é sempre a partida de alguem que valeu a pena ter existido...

Ana Paula disse...

Uma belíssima homenagem a um grande homem e a um grande intelectual português. A cultura morava nele e é imenso o legado que nos deixa ficar!
Beijinhos para ti, Bandida! :)

jorge vicente disse...

nunca li nada de eduardo prado coelho com a atenção que ele merecia, mas nunca é tarde para começar.

um abraço
jorge