sábado, março 07, 2009




encosto-me à gaveta do meio e deixo o rio perfurar-me o peito.
é preciso matar o amor com as grutas da noite. ferir mortalmente as entradas dos prédios e acordar de manhã em cima do escadote do desejo.
o amor evolui de acordo com o tango. não evolui, escalda.
se evoluísse era um sexo. e não é. é um tango.

mantém este lado para cima.
frágil.






14 comentários:

ângela marques disse...

a definição mais bonita de amor!


e agora como é que eu vou sair daqui?....

beijo

A. disse...

_________________________________...

intruso disse...

...


*

maria josé quintela disse...

adorei!




e sim. concordo. absolutamente. só podia concordar.




é um tango.




um abraço. de mulher.

Graça Pires disse...

Um tango que mata o amor nas grutas da noite... Belíssimo!
Um beijo.

Pedro S. Martins disse...

Encostado tudo parece mais fácil, mais alcançável.

CNS disse...

E um tango não pode ser uma coisa simples. Tem de ser um poema.


um beijo

Abssinto disse...

Do melhor que já te li, felpuda.

bj

Guinevere disse...

...encosto-me à gaveta do meio e escorrego por uma frincha... e escondo-me do amor num passo de tango mal dado.
Vejo por uma nesga da gaveta do meio as reviravoltas a pares, em tangos misteriosos.
E invejo aqueles pares, aqueles sorrisos e olhos semi-serrados. E escondo-me bem no fundo da gaveta do meio, onde me encostei e para onde me esgueirei... cada vez mais assustada, mas sem conseguir fechar a gaveta de vez. Guardando sempre na memória o som de um tango longínquo, vivido a par.

Frioleiras disse...

por o amor não ser apenas sexo ... é que ele é frágil

e sim, como frágil que é tem de ser um tango,

dançado ao mesmo rítmo...e a dois,
espiralando com a mesma cadencia, e no mesmo sentido............

triliti star disse...

suicídio por enforcamento, frustrado por falta de corda...

e deixou-se ficar a ouvir o tango.

intruso disse...

ontem não consegui comentar...


(hoje também não...)


«Then I'll dig a tunnel
from my window to yours
Yeah, a tunnel from my window to yours
You climb out the chinmey
And meet me in the middle
The middle of the town
And since there's no one else around,
We let our hair grow long
and forget all we used to know
Then our skin gets thicker from living out in the cold
You change all the lead sleeping in my head
As the day grows dim, I hear you sing a golden hymn...
But sometimes, we remember our bedrooms and our parent's bedrooms and the bedrooms of our friends...
Purify the colors, purify my mind
and spread the ashes of the colors over this heart of mine»
(letra do ruído por lá...)


*

Haddock disse...

oração de periodicidade eventual a oração diária/nocturna?? deixa-nos, ao menos, dormir sobre ela(s) para não rezarmos encómios banais, bandida!!

como protesto, calamos a
apologia deste tango!
(também ninguém nos ia ler... e é para isso que aqui andamos!!)

coco disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色