segunda-feira, outubro 26, 2009

11 comentários:

observatory disse...

espero que sim.

deve ser absolutamente inutil :)))

Anónimo disse...

pois louvo esta capa.


e tudo.

e todos.


e...


onde se comPRA?



. beijos. Pin.

hfm disse...

Parabéns.

Bandida disse...

está venda na livraria Ler Devagar | Lx Factory | Lisboa, [por enquanto].

tivemos muito trabalho mas deu-nos um grande gozo fazer a revista. e claro, todos os colaboradores estão de parabéns porque têm trabalhos magníficos e só assim se consegue fazer inutilidades. com grandes artistas. muito obrigada a todos!

um enorme abraço

PiresF disse...

Uma capa fantástica.

Beijo, loba.

maria josé quintela disse...

uma capa que é a cara Inútil da revista. será?




um beijo maria.

Haddock disse...

até que está jeitosinha, especialmente para quem aprecia inutilidades poético- depressivas coroadas com cereja de irascibilidade a sugerir um qualquer desfecho
—————ida. não admira, pois, a opção prudente da autoral trindade por uma edição limitada de 50 exemplares. e não cremos que tenha sido por receio de vir a ser moralmente responsabilizada na eventualidade de um qualquer desatino psicopático de um leitor, mas pelo simples temor de não arranjar mais do que 50 inúteis para a causa; número razoavelmente fácil de conseguir (contabilizados amigos e subalternos) para se poder afirmar o êxito retumbante do projecto revistal!!

quanto ao lançamento, o fiasco que não ameaçou ser…
o badalo prestes a tocar e ninguém para a missa!!
pois que fique claro, em abono da nossa coerência, que só fomos — com cavalaria e tudo!! — em desespero da vossa causa e após pungente súplica (e também porque, coincidentemente, estávamos nas proximidades e sem nada de particularmente interessante para fazer, além de tocar campainhas…). isto porque nos confrange qualquer humilhação pública (por ausência de público ou por excrescência de mau) caia ela sobre vossa “ingratíssima trindade” ou não…
não substimais, portanto, a nossa magnanimidade quando, em acrescento, nos arriscámos a ver denunciada a nossa patente...
pazes!!

parabéns pela apresentação da senhora gerente da bertrand (quando publicarmos as nossas intermináveis memórias, será a primeira escolha). nessa altura também vamos querer “pin’s” e o conjunto da junção do “inútil ao desagradável”. depois, e como sempre, leste lindamente as homilias, maria… até conseguimos aguentar tudo!! (honestamente, também era impossível sair com tanta gente a quem pagámos para compor a sala a barrar a porta…).

enfim, sinceros parabéns aos três (ir)responsáveis

de mais uns(?) (plural majestático, agora modesto) de vossos inúteis,

abraços!

Maresias disse...

Uma capa a rasgar conceitos e preconceitos.

BRUTAL.

Para ler devagar.

Beijo.

Frioleiras disse...

que mais posso dizer senão que continuo com pena de não ter podido ir.......

beijos, muitos



(sempre fiéis....)

AnaMar (pseudónimo) disse...

Estou com imensa curiosidade...
Qauando chegar a Lisboa...:-)
Parabéns!
abreijos

A. disse...

Vénia, meu Capitão...





e beijos